Plantão
Cidades

Vacinas da Pfizer recém chegadas ao RS será entregue às 417 cidades gaúchas nestaa 4ª-feira (15).

Publicado dia 14/09/2021 às 03h35min
São três os focos principais da distribuição: primeira dose em adolescentes saudáveis de 17 anos, injeção de reforço para pessoas com baixa imunidade e idosos em geral a partir de 70 anos.

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou que o novo lote de vacinas da Pfizer que recém chegou ao Rio Grande do Sul será entregue às 417 cidades gaúchas nesta quarta-feira (15). São três os focos principais da distribuição: primeira dose em adolescentes saudáveis de 17 anos, injeção de reforço para pessoas com baixa imunidade e idosos em geral a partir de 70 anos.Além desses três segmentos populacionais, serão enviado um quantitativo adicional para os municípios que ainda não concluíram a aplicação da primeira dose para a população adulta (18 anos ou mais). Serão mais de 296 mil doses do fármaco divididas entre esses quatro grupos.

Os critérios foram definidos pelo governo gaúcho em conjunto com representantes das Secretarias Municipais de Saúde, durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na tarde desta segunda-feira (13).

De acordo com a titular da SES, Arita Bergmann, abrir a vacinação para outros grupos não significa deixar de buscar aquelas pessoas que ainda não receberam a primeira dose da vacina e quem já está apto receber a segunda dose.

Adolescentes

Serão distribuídas vacinas para cerca de metade da população de 17 anos em todo o Estado, ou seja, cerca de 76 mil doses. “Lembramos que os idosos e imunossuprimidos são os mais vulneráveis a complicações da covid, então não podemos abrir a vacinação para os adolescentes sem reforçar a imunização desses dois grupos”, frisou a secretária-adjunta Ana Costa.

Idosos

Cerca de 75 mil doses serão distribuídas para a dose de reforço aos gaúchos a partir de 70 anos. É preciso estar com o esquema vacinal completo (segunda injeção ou dose única) há pelo menos seis meses.

Imunossuprimidos

Para transplantados, pacientes de câncer, doenças renais crônicas ou outras que reduzam a imunidade, foram destinadas 50 mil doses. Nesse caso, está apto a receber o reforço quem concluiu o esquema vacinal há 28 dias.

Fonte: Marcello Campos - Divulgação; SCCTV.NET.BR