Plantão
Economia

A CEF começa a pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de 600 reais a partir desta segunda

Publicado dia 18/05/2020 às 00h50min | Atualizado dia 18/05/2020 às 02h07min
Ao todo, cerca de 50 milhões de pessoas estão inscritas no programa.

A Caixa Econômica Federal começará a pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a partir desta segunda-feira (18), informou o presidente do banco estatal, Pedro Guimarães. Ao todo, cerca de 50 milhões de pessoas estão inscritas no programa.

O calendário está dividido conforme as datas habituais de pagamento para quem integra o Programa Bolsa Família e de acordo com o mês de nascimento para as demais pessoas que têm direito a receber o benefício de pelo menos R$ 600. A expectativa é que a operação seja mais tranquila após a transferência de R$ 35,8 bilhões para 50,4 milhões de pessoas.

A primeira parcela do Auxílio Emergencial também será paga para mais 8,3 milhões de beneficiários entre os dias 19 e 29 de maio. “Nós entendemos a necessidade de todos e não faltou dedicação para fazer chegar o Auxílio Emergencial a 59 milhões de brasileiros. Foi feito neste período de pouco mais de 45 dias a maior bancarização e transferência de renda que se tem notícia em toda a história do Hemisfério Sul”, destacou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, na coletiva de imprensa da última sexta-feira (15) no Palácio do Planalto.

A segunda parcela começa a ser paga na segunda e na terça (18 e 19) para os beneficiários do Programa Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) finais 1 e 2, respectivamente. O crédito segue sendo feito nessa ordem, de um NIS por dia, menos no fim de semana, até o número zero, que será pago na sexta-feira (29). São 1,9 milhão de pessoas recebendo o auxílio diariamente e podendo sacar o benefício pelo cartão do Bolsa Família.

A partir de quarta (20), começa o crédito nas Contas Sociais Digitais da Caixa para as pessoas que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro e que não estão no grupo do Bolsa Família. No dia seguinte, o pagamento será para quem nasceu em março e abril, e assim por diante, saltando o domingo (24).

O calendário publicado em portaria do Ministério da Cidadania serve para todas as pessoas que receberam a primeira parcela do Auxílio Emergencial até o dia 30 de abril.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que as pessoas beneficiadas com o Auxílio Emergencial que não estão no Programa Bolsa Família terão a Conta Social Digital aberta gratuitamente pelo banco. O pagamento da segunda parcela será feito nessas contas. “Fora do Bolsa Família, todas as pessoas terão uma conta digital aberta. Isso é um passo eficiente para as políticas públicas. Estamos deixando um legado que vai além destes meses. Isso é motivo de orgulho”, comemorou.

Para evitar aglomerações nas agências dos bancos e nas lotéricas, os recursos nas Contas Sociais Digitais estarão disponíveis, em um primeiro momento, apenas para o pagamento de contas, de boletos e para compras por meio de cartão de débito virtual.

“Escolhemos um caminho ousado. Fomos pelo aplicativo, e a consagração desse meio digital está nos números apresentados. Uma referência importante: 37% do Auxílio Emergencial foi recebido por famílias nordestinas e 100% do acesso ao benefício se deu pelo aplicativo. Uma ferramenta que evoluiu para um produto que desperta atenção do Banco Mundial e organismos da ONU. Eles querem entender como o Brasil fez tanto, em tão pouco tempo e com tanta segurança”, ressaltou Onyx Lorenzoni.

Para a primeira parcela do Auxílio Emergencial, o aplicativo Caixa Tem registrou mais de 20 milhões de contas abertas no nome de quem não tinha acesso ao sistema bancário ou não informou um local para receber o recurso.

O calendário para saques da segunda parcela é diferente do calendário do crédito nas contas digitais e tem início em 30 de maio (um sábado), para os nascidos em janeiro. No dia 1º de junho, os saques serão permitidos para quem nasceu em fevereiro, seguindo nessa ordem até 13 de junho para os nascidos em dezembro. Ressaltando que no dia 7 de junho não há saques.

Outro anúncio feito pelo Ministério da Cidadania e pela Caixa foi sobre o pagamento de um novo lote da primeira parcela do benefício, que entrou no sábado (16). Foram R$ 246 milhões para 405.163 pessoas. As informações são da Agência Brasil e do Ministério da Cidadania.

Fonte: Abr / Pampa