Plantão
Esporte

Grêmio perde para o Athletico-PR por 4 a 2 e segue no Z4 do Brasileirão

Publicado dia 27/09/2021 às 01h06min
Com 22 pontos, o time comandado por Luiz Felipe Scolari ocupa a 18ª colocação na tabela de classificação.

Em rodada para deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão, o Grêmio perdeu para o Athletico-PR por 4 a 2 na noite deste domingo (26) e segue no Z-4. Esta foi a primeira derrota tricolor no returno da competição nacional. Com 22 pontos, o time comandado por Luiz Felipe Scolari ocupa a 18ª colocação na tabela de classificação.

Ex-Grêmio, Pedro Rocha marcou duas vezes para o Furacão. Os outros dois gols foram anotados por Renato Kayser. Thiago Santos e Vanderson descontaram para o Tricolor.

O próximo desafio gremista será no próximo domingo (3), diante do Sport, na Arena, em Porto Alegre.

Jogo

A partida iniciou disputada, com algumas jogadas perigosas no ataque nos primeiros minutos. Aos 4′, o Grêmio tentou com Ferreira pela esquerda. O atacante recebeu um passe e tentou o cruzamento na área, mas a bola explodiu nas costas do marcador e saiu. Em resposta, os donos da casa chegaram com Khellven levantando na pequena área para Kayzer. Ele desviou de cabeça, mandando à esquerda da meta defendida por Chapecó.

Já com 6’ jogados, após cobrança de escanteio curta feita pela equipe gremista, Vanderson acionou Borja, que mandou de cabeça, mas Santos defendeu.

O Athletico pressionou e teve duas chances seguidas em escanteio. Na primeira, Thiago Heleno cabeceou e acabou mandando pela linha de fundo. Na segunda, Chapecó saiu de soco para afastar. Richard também arriscou com um chute de fora da área, mas o goleiro gremista fez a defesa com tranquilidade no centro do gol, passados 10 minutos.

Aos 16’, o time paranaense seguir pressionando e criou outra oportunidade. Khellven recebeu na direita e cruzou. Chapecó segurou. O Tricolor aproveitou e se lançou em contra-ataque pelo meio. Ferreira finalizou de fora da área, mas mandou por cima.

O Athletico conseguiu abrir o marcador aos 30 minutos, quando Pedro Rocha, pela esquerda, passou pela marcação e chutou cruzado, mandando no canto esquerdo da meta gremista.

O Grêmio buscou responder em cobrança de falta: Vanderson bateu direto, mas Santos defendeu bem, aos 34’. Na reta final, aos 40’, Vanderson recebeu um passe de Lucas Silva e arriscou, mas a bola foi por cima da meta.

Os donos da casa conseguiram chegar ao segundo gol, novamente com Pedro Rocha, que desviou de cabeça um cruzamento, ampliando o placar aos 45’.

O Grêmio voltou para a etapa complementar com duas mudanças: Léo Pereira e Douglas Costa nos lugares de Alisson e Lucas Silva.

Logo no minuto inicial, Léo Pereira foi acionado na área por Borja, mas disputou com Zé Ivaldo e caiu no gramado – nada assinalado. Em seguida, foi a vez de Villasanti levantar a bola na área, mas a zaga fez o corte.

Adiantando mais a marcação, o Tricolor chegou por mais vezes. Aos 6’, Vanderson cruzou na área, mas Santos conseguiu segurar.

Aos 9 minutos, o time paranaense conseguiu marcar o terceiro. Após um cruzamento da direita, Renato Kayzer subiu e desviou de cabeça para o fundo do gol.

O Grêmio conseguiu descontar na marca dos 14 minutos de jogo. Após cobrança de escanteio, Thiago Santos desviou de cabeça para o fundo das redes.

Mas no minuto seguinte, Khellven recebeu na frente, foi a linha de fundo e cruzou para Renato Kayzer finalizar para o fundo das redes, marcando o quarto do Athletico.

Próximo dos 30’, Borja saiu em velocidade pela direita e chutou, mas Santos fez a defesa. Três minutos depois, Nikão arriscou de longe e acertou a trave.

O técnico Luiz Felipe promoveu duas outras mudanças: Villasanti e Thiago Santos deram lugar a Darlan e Sarará.

Aos 35’, os gremistas chegaram ao segundo gol, com Vanderson, que invadiu a área pela direita e chutou cruzado. A bola foi direto para o fundo das redes.

Nos acréscimos, quase o terceiro gol com Ferreira, mas Santos fez grande defesa.

Ficha técnica

Athletico-PR: Santos; Zé Ivaldo, Thiago Heleno (Nico Hernández) e Lucas Frasson; Khellven (Marcinho), Richard (Christian), Léo Cittadini e Nicolas; Nikão, Pedro Rocha (Carlos Eduardo) e Renato Kayzer (Bissoli). Técnico: Paulo Autuori.

Grêmio: Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha; Thiago Santos (Sarará), Lucas Silva (Léo Pereira) e Villasanti (Darlan); Alisson (Douglas Costa), Ferreira e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa. VAR (árbitro de vídeo): Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral.

Fonte: RD Grenal - Divulgação: scctv.net.br