Plantão
Olimpíadas 2021

Veja todas as medalhas conquistadas pelo Brasil em Tóquio

Publicado dia 09/08/2021 às 13h23min
O Brasil conquistou 21 medalhas na Olimpíada de Tóquio: sete de ouro, seis de prata e oito de bronze.

Rebeca Andrade Conquistou duas das 21 medalhas brasileiras. (Foto: Miriam Jeske/COB)

 

 

O Brasil conquistou 21 medalhas na Olimpíada de Tóquio: sete de ouro, seis de prata e oito de bronze.

Esta foi a melhor participação do País em Jogos Olímpicos. Na edição do Rio, em 2016, foram conquistadas 19 medalhas no total.

Skate street

A primeira conquista do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio veio com Kelvin Hoefler, no Skate Street. Na madrugada do dia 25, a primeira fase foi disputada, mas o paulista foi bem, ficando com a melhor nota da segunda bateria. Nas finais o desempenhou bom se manteve , ficando atrás apenas do japonês Yuto Horigomi e conquistando a medalha de prata.

Primeiro bronze

Daniel Cargnin levou emoção para os brasileiros. O gaúcho derrotou o italiano Manuel Lombardo nas quartas de final, o número um do ranking mundial. Mas foi derrotado na semifinal pelo japonês Hifumi Abe, que terminou com o ouro. Na disputa do bronze, Cargnin lutou com garra, aplicou um wazari e escapou das quedas.

Fadinha

Com apenas 13 anos, Rayssa Leal fez história ao ser atleta mais jovem a conseguir uma medalha para o Brasil. A Fadinha foi segura em toda a disputa, passou pela primeira fase de forma tranquila. Nas finais o desempenhou foi bom, mas foi superada pela japonesa Momiji Nishiya. Rayssa terminou com a medalha de prata, a segunda do país no Skate Street.

Natação

Fernando Scheffer soube administrar bem a prova dos 200m livres desde a primeira virada, terminando com 1min44s66. Nadando na raia oito, o gaúcho se classificou com o pior tempo, mas soube se recuperar com muita garra, terminando com somente dois centésimos de segundo de vantagem para o romeno David Popovic. Fernando conquista o bronze 25 anos depois da prata de Gustavo Borges, em Atlanta.

Madrugada dourada

Ítalo Ferreira mostrou a razão de ser o atual campeão mundial de surfe. Com manobras fantásticas, ele conquistou o ouro em cima do japonês Kanoa Igarashi, por 15.14 a 6.60. O brasileiro fez uma bateria agressiva, sempre buscando a melhor nota, a conquista veio em cima do algoz que derrotou Gabriel Medina na semifinal.

Dia delas

O sexto dia das Olimpíadas de Tóquio para o Brasil foram protagonizados por duas mulheres. Rebeca Andrade, na ginástica artística, e Mayra Aguiar, no judô, fizeram história.

Com uma prata na final individual geral, Rebeca se tornou a primeira mulher brasileira a ganhar uma medalha na ginástica artística nas Olimpíadas. Mayra, por outro lado, com seu bronze, subiu para o posto da mulher com mais medalhas olímpicas do Brasil.

Medalha inédita

As brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história ao conquistaram a primeira medalha olímpica do Brasil no tênis. A dupla garantiu o bronze com a vitória por 2 sets a 1, com uma virada épica. Parcias de 4/6, 6/4 e 11/9.

Rebeca

Três dias depois de conquistar a medalha de prata, Rebeca Andrade brilhou para levar a medalha de ouro no salto da ginástica artística.

Bruno Fratus

Com o tempo de 21s57, Fratus obteve a medalha de bronze nos 50m livre nas Olimpíadas de Tóquio e se sagrou o nono nadador do País a subir ao pódio do megaevento em esportes individuais.

Repeteco

Depois de conquistar o ouro nas Olimpíadas do Rio, em 2016, Martine Grael e Kahena Kunze terminaram em terceiro na última regata para levar o bicampeonato olímpico da classe 49erFX.

Salto com vara

Campeão olímpico na Rio 2016, Thiago Braz voltou ao pódio em Tóquio. Depois do francês Renaud Lavillenie errar seu último salto, o brasileiro teve o bronze garantido em uma prova dominada por Duplantis, recordista mundial.

Alison

Uma das, se não a melhor, provas da história do atletismo olímpico teve brasileiro no pódio. Os 400m com barreiras teve três atletas batendo o recorde mundial, inclusive Alison. Seu desempenho é o terceiro melhor de todos os tempos da prova.

Boxe

A primeira medalha do boxe brasileiro em Tóquio saiu das mãos de Abner Teixeira. Depois de garantir o bronze se classificando para a semifinal, o brasileiro foi derrotado pelo cubano Julio La Cruz, em decisão divdida.

Maratona aquática

Ana Marcela Cunha, baiana de 29 anos, foi a responsável pelo quarto ouro do Brasil em Tóquio 2020. A atleta dominou a prova e trouxe o título inédito aos brasileiros.

Skate park

O Brasil garantiu outra medalha em modalidades estreantes em Olimpíadas. No Skate Park, Pedro Barros conquistou a histórica medalha de prata, em uma final que contou com três brasileiros.

Isaquias imbatível

Isaquias Queiroz conquistou a medalha de ouro na prova do C1 1000m da canoagem velocidade, com o tempo de 4m04s408. O baiano de 27 anos é o atual campeão mundial da distância.

Hebert

Logo após a conquista na canoagem de Isaquias Queiroz, o brasileiro Hebert Conceição conquistou a medalha de ouro na categoria até 75kg do boxe. Ele venceu a decisão do ouro contra ucraniano Oleksandr Khyzniak, campeão mundial de 2017, por nocaute no terceiro assalto.

Bicampeão

A seleção brasileira masculina de futebol venceu a Espanha por 2 a 1 na prorrogação e conquistou o bicampeonato olímpico – o Brasil também foi campeão na Rio 2016. A Seleção chegou à final dos Jogos Olímpicos de Tóquio de forma invicta. Os gols que deram a medalha de ouro ao Brasil foram marcados por Matheus Cunha no tempo normal, e Malcom na prorrogação.

Bia Ferreira

A brasileira Beatriz Ferreira, campeã mundial de 2019, perdeu para a irlandesa Kellie Harrington, ouro no Mundial de 2018, por decisão unânime dos juízes e conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio na categoria até 60kg do boxe.

Meninas do vôlei

O Brasil ficou com a prata no vôlei feminino após não conseguir fazer frente aos Estados Unidos na Arena Ariake, na final. A seleção de José Roberto Guimarães foi dominada durante todo o jogo e perdeu em 3 sets a 0, parciais 25/21, 25/20 e 25/14.

Fonte: RD Grenal / Pampa / Divulgação: scctv.net.br